Sexta-feira, 2 de Maio de 2008
Conto de fadas
                  
 
Eu trago-te nas mãos o esquecimento
Das horas más que tens vivido, Amor!
E para as tuas chagas o unguento
Com que sarei a minha própria dor.
 
Os meus gestos são ondas  sorrento ...
Trago no nome as letras duma flor...
Foi dos meus olhos garços que um pintor
Tirou a luz para pintar o vento...
 
Dou-te o que tenho: o astro que dormita,
O manto dos crepúsculos da tarde,
O sol que é de oiro, a onda que palpita.
 
Dou-te, comigo, o mundo que Deus fez!
Eu sou Aquela de quem tens saudade,
A princesa do conto « Era uma vez...»
 
                                                          Florbela Espanca

tags:

publicado por Andreia às 10:47
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim
.Visitas: 28/02/2008
.Dezembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.posts recentes

. O valor...

. Protestação

. Voltei...

. Músicas

. Felicidade...

. Flor...

. Música para sonhar

. Mar...

. A mon...

. Eu

.arquivos

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

.tags

. todas as tags

.links
.pesquisar
 
blogs SAPO
.subscrever feeds